About Me

Minha foto
@CarolHickmann
"E aqueles que foram vistos dançando foram julgados insanos por aqueles que não podiam escutar a música." F. Nietzsche
Visualizar meu perfil completo

Todos os Textos

Carolina Hickmann. Tecnologia do Blogger.
quarta-feira, 31 de março de 2010
"Como eu sinto tanta falta tua, se tu ta bem na minha frente?" Não sinto tua falta por teres mudado, sinto por pensar que ficarei um tempo sem ver o teu sorriso, quiçá o maior motivo da minha felicidade. Como ficar longe, sem entristecer, de uma das únicas pessoas que me impulsiona avante?
Minha tranquilidade jaz na certeza do amor mútuo que nos acompanha, e a plenitude de te ter ao meu lado é singular.
sexta-feira, 26 de março de 2010
Única coisa que presta da minha década é Strokes. As músicas são ruins, as pessoas mofinas e os jovens alienados. O que aconteceu?! A maior preocupação da atualidade é quem tem a foto mais bonita no orkut. '-' Me deprimo com isso! Pensar que minha mãe viveu em uma época onde o tudo e o nada aconteciam ao mesmo tempo, onde se aprendia muito sobre a vida só de olhar pela janela do quarto! Agora aprendemos como usar o twitter. '-'
Um conhecido meu chamou de autodidatas os jovens de hoje, por saberem usar o celular sem ter lido o manual. Só para não gerar polemica, me calei... Porém, eu deveria ter respondido que autodidata é a geração dele, por terem aprendido a reclamar os seu direitos sem ninguém ensinar. Por entenderem que comodismo e conformismo impedem o avanço. Seu João lutava contra a ditadura de 64, abria as portas do seu estabelecimento comercial para quem precisava de abrigo. Como ele pode elogiar a geração dos anos 90? Sou nula ao lado dele! Os feitos da minha geração são infinitamente menores dos que a dele. Todavia, o que eu poderia fazer? Sair por ai me revoltando? Mas contra o que? Não estou dizendo que quero outro golpe militar para poder me rebelar, estou dizendo que "a década de 90" é de puro conformismo e me sinto mal por ter entrado nesta inércia, estancamos de súbito em um comodismo praticamente irreversível, e eu não consigo deixar de lembrar de uma música, de um dos maiores artistas brasileiros, escrita em 68(?): "A gente estancou de repende, ou foi o mundo então que cresceu?"

Agora não tem mais roda-viva. ;P


Queria agradecer o Seu Barça, por ter me ajudado na correção ;D
terça-feira, 23 de março de 2010
Uma professora minha, de tempos distantes, me dizia: "Carolina, não adianta! Tu é boa com números, não com letras!". Tudo bem, pode até ser. No entanto, me recuso a acreditar que alguém que leu Reinações de Narizinho aos 7 anos não vá conseguir fazer uma redação, no mínimo, decente.
Pois é, após ter ouvido essa frase durante toda minha vida, resolvi mostrar um texto de minha autoria sem assinar, para a mesma professora. Ela adorou e elogiou, achou tão bom que perguntou de quem era. Respondi prontamente:
- Meu! :)
Posso afirmar, com toda a sinceridade, que obtive a resposta mais surpreendente que poderia: "Eu já sabia do que tu era capaz, só tu que não! Não esqueça que além de professora sou tua avó e nunca iria dizer que seria fácil. Te conheço! Se fosse fácil tu não iria dar bola!"
Surpresa por não achar que conseguiria ou por ver o quanto ela me conhece? Não sei, ainda estou esperando outra resposta que não essa.

ps: Escusas por ser tão casmurra, !


Seguidores

Visualizações